Saúde é Meu Lugar

Mostra de vivências nos territórios

O QUE SÃO HISTÓRIAS?

As histórias são narrativas. São relatos e outros produtos de experiências vividas no âmbito do trabalho em saúde nos territórios locais.

São as histórias que os profissionais da Saúde (os narradores) querem e podem contar.

São as histórias que os narradores querem passar adiante, histórias que ensinam, de aprendizado pelo e no trabalho.

São histórias que conectam, que contam sobre um fazer, sobre o dia a dia do trabalho, vivido em território de saúde. São ‘causos’, relatos de atendimento, de vivências, de visitas, das andanças dos profissionais de saúde. Histórias de fatos vividos, de acontecimentos que se viu ou ouviu falar, são histórias de pessoas.

As narrativas podem inclusive relatar os erros, as possíveis falhas, as relações em constante negociação. As narrativas são uma espécie de artesania.


QUEM SÃO OS NARRADORES?

Os narradores são aqueles que contam as histórias. São os trabalhadores da saúde que atuam nos territórios e decidem contar o que vêem, o que vivem, o que aprendem e o que entendem que deve ser 'passado adiante' ou o que pode servir de ensinamento para outros. O narrador é o 'dono' e o comunicador da narrativa.

O narradores são profissionais da Atenção Básica, em sua maioria integrantes das Equipes de Saúde da Família.

Todos os trabalhadores que atuam no território podem e devem contar histórias.

Os narradores são os Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Agentes de Combate a Endemias (ACE), Agentes Sociais (Consultório na Rua) e Agentes Comunitários Indígenas de Saúde (ACIS). São os gerentes das Unidades de Saúde, enfermeiros, médicos, odontólogos, psicólogos, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem e técnicos em saúde bucal. São os que atuam na administração, nos serviços de limpeza e conservação, no atendimento, na segurança.

Você trabalha em um território da Saúde? Então Saúde é o seu Lugar, e você é um narrador!